Duda

Mi foto
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, Brazil
Casada com a publicidade e amante do Jornalismo. Um alguém que torna-se um ponto de interrogação aos seus olhos. E que nada mais é do que algo que você ignora. Amo as letras,as imagens e o mundo das cores. Talvez por isso que o tão colorido das coisas até cegam outras. Talvez por isso , não sinto o preto e o branco que costumam me perseguir. Redação Publicitária é uma das minhas praias.

15 de enero de 2009

A alma humana

Perdemos o tempo querendo encontrar o tempo.
Foi me dado o nome de Dom Duana haha, achei engraçado.
Mas os amigos são as pessoas que me ensinam amar. E cada vez que passo pela janela lembro de cada sorriso que faz parte da minha vida e agradeço os instantes que fazem com que nós consigamos descobrir que a vida é bela quando vivemos em grupo e não na solidão.
A falta da companhia gera tristeza. É impossível viver sem ter pelo menos alguém para conversar.
Quantas vezes tivemos vontade de correr? De nos jogarmos de um edíficio, ou de uma ponte?
Na loucura de ser humano e fugir das dores que a alma parece sentir. Quantas vezes nos acovardamos em meio aos medos e deixamos de viver, de querer, de sentir, de ver o outro com a alma?
E assim, passamos pela ideologia do ter, do poder e o ser acaba sendo deixado de lado, sendo deixado de canto como um lixo qualquer, que um dia talvez fora útil.
A humanidade vem perdendo sua alma, a guerra, a ganância, a ilusão de que tudo deve estar me servindo, tudo deve servir as minhas vontades.
A sociedade chora por uma causa que nem ela sabe. Tudo parece bem, aqui dentro nas nossas casas, nossas coisas, nosso jantar, não estamos ligando.
Não ligamos se uma criança ainda chora quando ganha uma bala, ou quando as pancadas não doem tanto quanto ver um pai bêbado.
E preciso sentir a alma, o corpo. É preciso sentir o que ninguém quer entender.
É preciso encarar frente a frente sem medo, sem chorar, sem usufrir de um alucinógeno. Ser humano é aprender amar sem receber, é perder o rancor e saber controlar a raiva.
Ser humano é dar valor a tudo e a todos, indepedente do seu passado, da história e do que lhe envolve. Ser humano é ser o personagem em cima do palco, não é ser o público, mas o mestre na arte de viver.
Porque um dia isso tudo passa. A vida passa como uma estrela cadente que nunca mais teremos possibilidade de sermos.


" Evoca-se na sombra uma inquietude. Um alteridade disfarçada" (Teatro mágico)

Post "finito"

3 comentarios:

Lucas dijo...

cada vez mais o Homem quer mais fazendo pouco, cada vez mais o Homem é menos Homem... acaba por ser um simples objeto do próprio objeto: é uma "ganacia que roe as unhas da verdadeira riqueza".
pouco é plantado de ideais verdadeiras nos homens, e pouco faz-se para que sejam amadurecidos e cultivados... os ideia são trocados por qualquer lixo...

quanto os amigos... como diria nosso querido Alexander Supertramp: "a felicidade só é completa quando partilhada"... de resto cada um tem sua interpretação.

ganhastes um leitor...hehehe

bjus e continue com os textos verdadeiros de sentimento!

Dêêêê dijo...

e ai linda, tudo bem???

tu acredita que eu parei de ir pra aula na metade do semestre e fui aprovada com 3??


coisas que so acontecem na ucs...

bjo

Daia dijo...

auhsuhauhs não pude deixar de ler o comentário da Dê ali em cima auhshausaus coisas da ucs mesmo, mas que bom enfim! hehe

quanto ao post, adorei.
sempre é bom ler qualquer coisa que nos mostre que estamos mergulhados numa ilusão muita grande e nos tire do afogamento.
eu mesma estive recentemente mergulhada em uma certa ilusão, é tanta enganação de todos os lados, tantas coisas sem sentido, que a gente se perde às vezes... e esses momentos compõem as piores fases das nossas vidas =/ mas eu já estou voltando a ser a velha Daia de sempre, afinal aquela não era eu.

é preciso ser muito forte pra não se deixar levar, e é preciso levar pra aprender a não ser enganado.
e é preciso certos momentos agoniantes pra gente valorizar o que realmente importa: a alma, como tu disse.
saber agir da melhor forma, sem fazer a escolha que pode não ter volta.

beijooos Du!
saudade!