Duda

Mi foto
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, Brazil
Casada com a publicidade e amante do Jornalismo. Um alguém que torna-se um ponto de interrogação aos seus olhos. E que nada mais é do que algo que você ignora. Amo as letras,as imagens e o mundo das cores. Talvez por isso que o tão colorido das coisas até cegam outras. Talvez por isso , não sinto o preto e o branco que costumam me perseguir. Redação Publicitária é uma das minhas praias.

11 de diciembre de 2010

Trecho 1

Somos humanos, sim somos humanos movidos por tantas coisas.
Acordar, comer, viver, dormir, acordar, dormir, viver e tudo vai passando assim. 
Até que você se pergunta, qual o sentido? 
Ela acordou cedo e fez tudo o que podia, porque a vida passara correndo, outra vez, o verão estava chegando e todas aquelas sensações que ele traz.
Sentia-se um tanto quanto sem rumo, acendeu o cigarro, foi até a janela e a chuva caia lentamente diante de seus olhos, era como a vida que passava lavando e levando tudo. 
Sentia-se mal, por alguns instantes, sentia um embrulho no estomago e uma vontade dessas que dá de encontrar um novo rumo, um novo mundo, um novo lugar diferente dali.

Tudo foi levado pelas águas. Onde estariam aquelas loucuras sentimentais e todo resto?
Estava neutra, e por estar assim, não estava, não vivia. 
Doía não sentir, mais do que o sentir. 
Tudo doía, mas a dor da neutralidade nunca a feriu tanto, como aquela chuva que caía.

2 comentarios:

Kelly Phoenix dijo...

Quem não se sente assim...? Ótimo texto, Duani, muito bem colocado e descrevendo, certamente, algo que todos nós já sentimos.

Duani Lima dijo...

Todos sentimos e ainda iremos sentir muitas vezes. Beijoss
Valeu pela visita Kelly!